Mercado Central de BH

17 de julho de 2015 - 2 minutes read

Mercado Central

Ponto de encontro dos belo-horizontinos e de quem visita Minas Gerais, o Mercado Central celebrou na segunda-feira, 7 de setembro, 86 anos de história. Para festejar, bolo, samba e a presença de quem ama o mercado. “Aqui tem a cara do mineiro. Acolhedor, hospitaleiro e recheado de sabores inesquecíveis”, brincou a funcionária pública Marina Silva Santos, de 36 anos.

A identidade do ponto turístico se mistura com a dos visitantes. “A história do Estado passa por aqui. Esse é o diferencial do nosso mercado para outros distritais do país. Preservamos aqui o que o mineiro tem de melhor”, destaca o presidente do Mercado Central, José Agostinho Oliveira Quadros, o Nem do Mercado.

Ao todo, 6 mil pessoas participaram da festa, que teve distribuição de bolo. “Vim de Confins (Grande BH) para felicitar o Mercado. Sinto orgulho de ser mineira e espalhar por cada canto que passo as memórias daqui”, disse a artesã Marilda Santos, de 37 anos.

Para o aposentado Carmelo de Freitas, que também celebrou 86 anos de vida no feriado, juntamente com o Mercado Central, a data é mais que especial. Frequentador assíduo, ele destaca como marcante a receptividade com a qual cada comerciante e trabalhador tem com os clientes. “Me sinto em casa. Aqui tenho uma boa prosa e relembro os sabores da minha infância. Não há lugar melhor para comemorar mais um ano de vida”.

História
No coração da cidade, o Mercado Central, que foi projetado para abastecer a cidade, conta com 365 lojas e recebe uma média de público de um milhão de pessoas por mês. O local, que é um dos principais pontos turísticos de BH, comercializa de artesanato a hortifrutigranjeiros.

Há 65 anos trabalhando no local, o comerciante Jair Batista de Oliveira, de 81 anos, especializado em frutas in natura, comemora 50 anos de casado trabalhando junto com a família no Mercado Central. “Construi minha família graças ao meu trabalho. Meus colegas de trabalho fazem parte da minha família. Sinto orgulho disso”, disse.